Marcia Soares Pinheiro e Helena Rodrigues Lopes

24/01/20120

A deterioração dos ovos pode ser causada por bactérias ou fungos, mas as bactérias são os principais agentes. Podemos observar, pela sua aparência geral, a presença de rachaduras, vazamentos, perda do frescor ou brilho, manchas de sujeira, além de sangue coagulado. Pela iluminação, por meio da luz transmitida, também podemos avaliar a qualidade dos ovos. Esta técnica é chamada OVOSCOPIA, um procedimento bem simples, que consiste em colocar os ovos, dentro de um local escuro, contra uma fonte de luz. Assim, sem a necessidade de danificar os ovos é possível enxergar o seu interior, verificando a presença de embriões e outros detalhes: presença de rachaduras e trincas, gema densa (ovo velho), manchas de sangue, gemas múltiplas ou duplas (impróprios para incubação), massa escura (ovos contaminados). Existem OVOSCÓPIOS industriais (equipamento para realizar a ovoscopia), mas você pode construir um ovoscópio caseiro, ou simplesmente observar o ovo com auxílio de uma lanterna em um lugar bem escuro. Gostou da dica?

Quais os principais microrganismos deteriorantes e quais alterações são observadas?

A deterioração microbiana de ovos, popularmente chamada de ovo podre, causa alterações que nem sempre estão relacionadas com o escurecimento e desintegração da clara e da gema, assim como a produção de substância com odor de putrefação.

Por isso temos que ter cuidado ao abrir os ovos pois, se estiverem deteriorados, podem contaminar utensílios, ambiente e superfícies.

REFERÊNCIAS

JAY, JAMES M., MICROBIOLOGIA DE ALIMENTOS, ARTMED EDITORA, 6ª EDIÇÃO – 2005, ISBN 9788536305073,  712p.

FRANCO, BERNADETTE. Microbiologia dos Alimentos, Editora Atheneu.

Translate »